Centros de Absorção

O primeiro lar em seu novo lar

Centro-de-Absorção

A imagem de uma família de imigrantes no alto de uma escada de avião, desembarcando em Israel é familiar. A origem, idade e condição sócio econômica varia, mas a angústia dos novos desafios é comum a todos.

Um fator inseparável da Aliá, e igualmente importante, é a absorção e integração harmoniosa dos novos imigrantes no país, para torná-los cidadãos produtivos e participativos da sociedade israelense.

Para iniciar essa empreitada, os centros de absorção são o primeiro lar na nova pátria. Destinados ao público mais fragilizado, como famílias desestruturadas, estudantes que imigram sozinhos, etíopes, idosos e refugiados, as unidades oferecem um ambiente seguro, no qual os recém-chegados aprendem a dar desde os primeiros passos em Israel até conseguirem se estabelecer por conta própria. 

Nos Centros de Absorção, os novos imigrantes aprendem hebraico, participam de workshops sobre mercado de trabalho, emprego e oportunidades e recebem ensinamentos sobre judaísmo, sionismo e a vida em Israel.

Nossa missão é investir em imigrantes, pois são fundamentais para a sobrevivência de Israel. Eles tornam o país numericamente mais forte, estimulam o mercado profissional e ampliam a diversidade cultural. Um Estado de Israel forte é a garantia de um futuro promissor e seguro para os judeus ao redor do mundo.

Realizações:

  • Existem 13 centros de absorção distribuídos pelo país;
  • Cerca de 20 mil novos imigrantes chegam em Israel todos os anos.

Depoimentos

Moshé Bahta, diretor do centro de absorção de Ibim
Eles vivem em condições difíceis, condições que não são condições. Num quarto pequeno vive uma família de aproximadamente dez pessoas. Não dispões de água, banheiros ou comida suficiente. Nosso dever é dar fim a esse sofrimento, acelerar o processo de Aliá é imprescindível e urgente, para os Etíopes, e também para o Estado de Israel. 

Oleh Chadash da Etiópia
Finalmente cheguei em casa, ao lar de meus ancestrais, à terra prometida com a qual sonhei durante tantos anos. 

Grupo Marcha da Vida 2015 em visita ao Centro de Absorção Mevasseret Tzion para Etiópes

1 (267) - Cópia 1 (166) - Cópia 1 (167) - Cópia 1 (168) - Cópia 1 (169) - Cópia 1 (170) - Cópia 1 (172) - Cópia 1 (173) - Cópia 1 (174) - Cópia 1 (175) - Cópia 1 (178) - Cópia 1 (180) - Cópia 1 (260) - Cópia 1 (261) - Cópia 1 (262) - Cópia 1 (263) - Cópia