Fundo Comunitário renova diretoria

No evento de Yom Ha’askan, comunidade judaica prestigia o trabalho da instituição

O Fundo Comunitário promoveu no dia 12 de março de 2015 o Yom Ha’askan, o Dia do Ativista, para celebrar todo o trabalho realizado pelos askanim (ativistas). Na ocasião, 272 ativistas voluntários foram homenageados.

Nesta importante ocasião, o presidente mundial do Keren Hayesod e ex-ministro da Ciência e Tecnologia de Israel, Moodi Sandberg, esteve presente para apoiar e agradecer todo o trabalho feito no Brasil, além de prestigiar o presidente Rafael Nasser, que deixava o cargo, e dar as boas-vindas ao novo presidente.   Moodi também fez uma homenagem especial a oito askanim. São eles: Dr. Claudio Cernea, Alberto Dayan, Homero Grossman, Renée Kalmus, Joel Konig, Evelyn Nitzan, Joyce Teperman, representando um novo grupo da DF, e Sasson Picciotto, por seus incansáveis anos de dedicação até os dias de hoje.

Nessa noite de festa tomaram posse o novo presidente do Fundo Comunitário de São Paulo, Claudio Bobrow, e a nova presidente da Divisão Feminina, Shirley Bidlovski. Sua gestão será em parceria com duas novas vice-presidentes da DF, Simone Schapira Wajman e Frida Dayan.

Em discurso, o novo presidente, Claudio Bobrow, destacou que se não fosse trabalho realizado por todos aqueles que sempre acreditaram no Estado de Israel, este sonho não teria sido possível. Para ele, é uma grande responsabilidade dar continuidade ao trabalho de engajamento das pessoas, para que elas possam entender que é preciso haver união, trabalhando junto pelas causas comuns. Claudio destacou as primeiras ações que serão realizadas pelo Fundo Comunitário. “Neste ano, estaremos organizando cinco comitês para desenvolver alguns projetos nas áreas de educação, saúde, desenvolvimento tecnológico, fortalecimento dos laços da comunidade judaica com Israel e segurança”.  “Como disse Elie Wiesel, nós, judeus, podemos morar em Israel ou fora de Israel, mas jamais sem Israel. Pela memória daqueles que fizeram aquilo que parecia impossível, possível. Por aqueles que vão seguir transformando esse sonho em realidade, que tanto nos orgulha. Para jovens gerações que vamos envolver e perpetuar essa grande nação judaica, cuja capital é Israel, digo a vocês, askanim, e nossos queridos profissionais, que fazem do Fundo Comunitário de São Paulo uma das mais atuantes e vigorosas campanhas do mundo, o meu muitíssimo obrigado”, afirmou Claudio.

Shirley Bidlovski, que substitui Evelise Ochman Hamaoui, é uma ativista da comunidade judaica e do próprio Fundo Comunitário, dessa forma, o cargo de presidente é uma forma de dar continuidade a todo o trabalho que já vem realizando. “Eu trabalho na divisão feminina já faz 23 anos. Eu entrei depois de fazer uma viagem para Israel. Eu me encantei com o trabalho da Divisão Feminina e desde lá eu sempre participei da diretoria em cargos de importância e agora eu acho que chegou a hora de assumir a presidência. Eu sou muito envolvida com o trabalho e eu espero ter sorte para fazer uma boa gestão”, afirmou Shirley.

 

 

Deixe uma resposta