Marcha da Vida 2015 em Israel!

Chegar a Israel é sempre uma emoção, mas vindo com toda a bagagem emocional da Polônia é ainda mais significativo. A primeira parada foi no Museu Yad Vashem, onde pudemos ver de forma condensada e contextualizada cada detalhe da experiência que tivemos na Polônia. Caminhamos pela  estrada que unifica o Yad Vashem ao Har Herzl unindo a memória da Shoá à memória dos grandes da nação. O grupou convidou Herzl para ser o patrono da visita em Israel.

Fomos conhecer uma instituição Ner Yaakov, em Jerusalém, fundada e mantida por uma alemã não judia e hoje israelense, a Sra Inghe Buss , que fornece apoio emocional e assistencial à sobreviventes da Shoá. Em seguida fomos para o  Monte Scopus  e seguimos para um dos pontos mais aguardados da viagem, o Muro das Lamentações. O Kotel despertou o lado emocional da maioria nós. “Voltar para a Jerusalém de tantos sons, de tanta crenças, seus contrastes, seus cheiros, suas cores, suas santidades diferentes é sempre renovar o desejo por uma verdadeira PAZ nesta região, onde séculos de história convivem com o contemporâneo!  Depois de uma jornada em lugares feitos por homens com corações de pedras, nós começamos a jornada em lugares de pedras com almas humanas!” Celso Zilbovicius, coordenador educacional da Marcha da Vida.

Também fomos conhecer o Museu de Israel, visitamos  um bairro da cidade velha para vivenciar a tolerância entre as religiões e também pudemos ver toda a cidade velha de longe no Monte das Oliveiras.

Depois de tantas emoções, sensações e diversões é hora de nós prepararmos para recebermos o Shabat!

O Grupo da Marcha da Vida 2015 deseja a todos um Shabat Shalom!!!

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.