Marcha da Vida Universitários 2016 em Israel

Depois da visita aos locais históricos na Polônia e na Alemanha, chegou a hora do grupo da Marcha da Vida ir para Israel. A jornada começou com uma cerimônia no túmulo de “Theodor Herzl”, com um simbólico convite para que Herzl seja o patrono da visita em Israel. A segunda parada foi no “Yad Vashem”, o centro mundial de memória do Holocausto, onde os jovens puderam conferir de forma contextualizada cada detalhe visto na Europa.

O segundo dia começou no “Ner Yaakov”, em Jerusalém, instituição fundada e mantida por uma alemã não judia e hoje israelense, a Sra. Inghe Buss, que fornece apoio emocional e assistencial à sobreviventes da Shoá. O dia contou também com uma ida ao “Har HaZeitim”, o monte das Oliveiras, mais antigo e mais sagrado cemitério para os judeus. No final de tarde os jovens aproveitaram para visitarem o “Kotel”, o muro das lamentações, e fazerem suas orações

Depois de uma breve pausa para o Shabat a viagem seguiu para Sderot, onde os jovens conheceram mais e entenderam questões relacionadas à Gaza. Também visitaram o Projeto Aleh, apoiado pelo Keren Hayesod, para crianças especiais. Todos ficaram encantados com o tratamento destinado às crianças e aos jovens do projeto, pelos profissionais, equipe multidisciplinares e voluntários.

Em Tel-Aviv, conferiram uma palestra exclusiva com o jornalista Henrique Cymerman e conheceram a grande metrópole judaica, com sua arte de rua e suas diferenças culturais. O grupo está nos últimos dias desta viagem, em que conheceram o passado judaico e o nosso presente, que é Israel!

 

Deixe uma resposta